Buscar

Como você imagina o amanhã?



“Faço o exercício de não pensar muito no futuro. Viver com a cabeça esticada para o amanhã pode causar uma dor danada. Um otimismo que pode se frustrar, uma preocupação angustiada que não se aquieta, uma roda moendo o juízo que está pendurado no pescoço tenso. Prefiro moer meu juízo com o presente. No momento, tenho evitado qualquer imaginação do amanhã, até uma espiadinha pode dar um susto de virar pinote. E, apesar disso, ele vem aí.” (Jarid Arraes)


Nos últimos meses, tenho tentado fazer como a Jarid. Procuro me dedicar mais ao presente, ao dia de hoje, às tarefas e aos sonhos de agora.


Porém, minha imaginação e minha esperança alimentam essa vontade de ver todos nós vacinados, abraçados, unidos e votando muito melhor na próxima eleição. Fonte: https://www.itaucultural.org.br/secoes/entrevista/jarid-arraes-certo-alguem


11 visualizações1 comentário